John J. Pershing

John J. Pershing


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

EUA O presidente e primeiro capitão da classe de West Point de 1886, ele serviu nas guerras espanholas e filipino-americanas e foi encarregado de liderar um ataque punitivo contra o revolucionário mexicano Pancho Villa. Em 1917, o presidente Woodrow Wilson escolheu Pershing para comandar as tropas americanas enviadas para a Europa. Embora Pershing visasse manter a independência da AEF, sua disposição de se integrar às operações aliadas ajudou a provocar o armistício com a Alemanha. Após a guerra, Pershing serviu como chefe do Estado-Maior do Exército de 1921 a 1924.

Um estudante medíocre, mas um líder natural, John Joseph Pershing foi presidente e primeiro capitão da classe de West Point em 1886. Retornando à academia militar como oficial tático em 1897, ele foi apelidado de "Black Jack" por cadetes que se ressentiam de sua disciplina de ferro . O segundo desses apelidos, derivado de seu serviço na fronteira com a Décima Cavalaria Afro-americana, pegou. Em 1898, ele subiu a colina de San Juan com suas tropas negras, provando ser "tão legal quanto uma tigela de gelo rachado" sob o fogo de atiradores de elite espanhóis que mataram ou feriram 50 por cento dos oficiais do regimento. Em seguida, vieram três viagens nas Filipinas, principalmente em Mindanao, onde Pershing demonstrou a habilidade de combinar força e diplomacia para desarmar os ferozes guerreiros Moro da ilha.

Em 1905, Pershing casou-se com Helen Frances Warren, filha do presidente do Comitê de Assuntos Militares do Senado. A amizade de Pershing com o presidente Theodore Roosevelt combinada com essa conexão matrimonial para levá-lo de capitão a general de brigada em 1905, sobre as cabeças de mais 862 oficiais superiores. Onze anos depois, sua experiência nas Filipinas o tornou a escolha natural para comandar a Expedição Punitiva que o presidente Woodrow Wilson despachou para o México em 1916 para perseguir Pancho Villa e seu exército de saqueadores depois que eles atacaram cidades da fronteira americana ao longo do Rio Grande. Embora Pershing nunca tenha capturado Villa, ele interrompeu completamente suas operações. Assim, ele se tornou a escolha do presidente para comandar a Força Expedicionária Americana quando a política de neutralidade de Wilson entrou em colapso em face da intransigência alemã e os Estados Unidos entraram na Primeira Guerra Mundial em abril de 1917.

Na França, Pershing rejeitou as exigências francesas e britânicas de amalgamar suas tropas em seus exércitos esgotados. Ele insistiu em formar um exército americano independente antes de comprometer qualquer tropa dos EUA para a batalha e manteve esta posição, apesar da enorme pressão diplomática de políticos e generais aliados - e ganhos impressionantes feitos pelo exército alemão na primavera de 1918. Em junho e julho , entretanto, ele permitiu que suas divisões lutassem sob o comando de generais franceses para deter os alemães no Marne. Mas em 10 de agosto, Pershing abriu o quartel-general do Primeiro Exército e, em 12 de setembro, 500.000 americanos atacaram a saliência de St.-Mihiel e rapidamente apagaram essa protuberância nas linhas francesas, que os alemães já planejavam abandonar.

A ofensiva Meuse-Argonne de 26 de setembro foi uma batalha muito diferente. Lá, a doutrina de Pershing de "guerra aberta", que deveria quebrar o impasse da Frente Ocidental com a pontaria superior e movimentos rápidos do atirador americano, colidiu com a metralhadora, uma arma que Pershing subestimava mal. A batalha tornou-se um impasse sangrento, agravado por enormes engarrafamentos nas áreas de retaguarda enquanto as equipes verdes americanas se debatiam. Em 16 de outubro, Pershing admitiu tacitamente o fracasso e entregou o Primeiro Exército a Hunter Liggett, que reformulou suas táticas e organização. Renovando a ofensiva em 1 de novembro, os americanos se juntaram aos exércitos britânico e francês que avançavam para forçar os alemães a aceitarem um armistício em 11 de novembro. Pershing foi o único comandante aliado que se opôs ao armistício, pedindo pressão contínua até que os alemães se rendessem incondicionalmente.

Na França, Pershing permaneceu um discípulo da disciplina de ferro e tentou constantemente moldar a Força Expedicionária Americana aos padrões de West Point. Ele aliviou impiedosamente os oficiais da divisão que vacilaram sob pressão. Em um brinde na noite do armistício, ele prestou homenagem honesta à forma como emergiu do caldeirão de Argonne como um general vitorioso. “Para os homens,” ele disse. “Eles estavam dispostos a pagar o preço.”

Pershing serviu como chefe do estado-maior do exército de 1921 a 1924. Ele ajudou a fazer seu prot [eacute] g [eacute], George C. Marshall, chefe do estado-maior em 1940. “Se ele não fosse um grande homem”, escreveu um jornalista que conhecia bem Pershing, “havia poucos mais fortes”.

O companheiro do leitor para a história militar. Editado por Robert Cowley e Geoffrey Parker. Copyright © 1996 por Houghton Mifflin Harcourt Publishing Company. Todos os direitos reservados.


John J. Pershing - HISTÓRIA

O general John Joseph Pershing serviu no Texas imediatamente antes dos Estados Unidos e # 8217 entrarem na Primeira Guerra Mundial. Seu nome pode ser familiar para alguns no Texas devido aos ataques ao México que tinham como objetivo capturar o bandido Pancho Villa.

Pershing nasceu em 13 de setembro de 1860 em LeClede, Missouri, filho de John Fletcher e Ann Elizabeth Tompson Pershing. Seu pai foi descrito como operário no censo de 1860 e acredita-se que tenha trabalhado para uma das empresas ferroviárias. John Joseph era o mais velho de seis filhos. Quando John Joseph tinha 10 anos, todos seus irmãos nasceram, exceto um, e seu pai trabalhava no ramo de armarinhos, embora a família ainda morasse no Missouri. John Joseph gravitou em direção a uma carreira no Exército e em 1882, ele garantiu uma nomeação para West Point. Lá, Pershing era lembrado como um estudante mediano, mas um líder natural e se formou em 1886 como primeiro capitão e presidente de classe. Logo o Exército foi mobilizado para lutar nas Guerras Apache no Novo México e no Arizona. De 1886 a 1890, Pershing serviu como segundo-tenente na 6ª Cavalaria e ganhou a primeira de suas citações de combate. Por cerca de um ano, ele serviu nas campanhas Sioux em Dakota do Sul.

De cerca de 1891 a 1895, ele serviu como instrutor militar e se formou em direito na Universidade de Nebraska. Enquanto estava lá, ele foi promovido a primeiro-tenente. Em 1896, ele encabeçou o cerco de membros da tribo Cree que foram deportados para o Canadá. Nos dois anos seguintes, Pershing voltou a West Point como instrutor de tática militar. Uma das teorias sobre como ele adquiriu o apelido de & # 8220Black Jack & # 8221 era que ele era assim chamado pelos cadetes de West Point na época, por causa de sua disciplina de ferro. Outra teoria era que ele o adquiriu enquanto servia como comandante dos chamados soldados búfalos (tropas negras), o que ele fez em vários postos. Pershing serviu na Guerra Hispano-Americana em 1898, principalmente em Cuba. De 1899 a 1903, ele foi enviado para as Filipinas, onde foi promovido a capitão. Pershing retornou aos Estados Unidos em 1903, onde estudou no War College e serviu no Estado-Maior do Exército. Enquanto estava lá, ele conheceu e mais tarde se casou com a muito mais jovem Helen Frances Warren, filha do senador dos Estados Unidos Francis E. Warren, de Wyoming. O senador Warren era bem conhecido e seu casamento contou com a presença do presidente Theodore Roosevelt. Após esse curto período nos Estados Unidos, Pershing foi enviado ao Japão em 1904, onde serviu como adido militar e conselheiro na Embaixada dos Estados Unidos em Tóquio durante a guerra do Japão com a Rússia.

(Crédito da imagem: Palácio dos Governadores, Santa Fé, NM)

Em 1906, ele foi promovido de Capitão a Brigadeiro-General de 862 outros candidatos potenciais. Apesar de seu tempo de serviço e qualificações, isso atraiu críticas e sentimentos de que a promoção foi influenciada pelo relacionamento de sua esposa & # 8217s família & # 8217s com Roosevelt e seu sogro & # 8217s serviço em um comitê de supervisão militar.

Pershing foi novamente condenado a ir para as Filipinas, onde serviu como comandante de Fort. McKinley até 1913. Por volta de 1914, recebeu ordens para retornar aos Estados Unidos para comandar a 8ª Infantaria. Ele primeiro estabeleceu sua residência no Presidio em San Francisco, na casa do ex-comandante & # 8217s, sua família consistia então em sua esposa Frances, seu filho Warren e três filhas Helen, Ann e Mary. Naquela época, as tensões aumentaram ao longo da fronteira mexicana devido à Revolução Mexicana e, em parte, devido aos ataques do bandido Pancho Villa e ao fracasso do governo mexicano em controlar as ações dos bandidos. Pershing foi ordenado junto com a 8ª Infantaria para servir em Fort Bliss no Texas, temporariamente deixando sua família para trás na Califórnia até que eles pudessem ser realocados com ele em El Paso.

Em 17 de agosto de 1915, por volta das 4h30, um incêndio começou na residência da família de dois andares no Presídio. A residência estava situada em um local de destaque, em frente ao mastro da sede. Acredita-se que o fogo tenha começado quando carvão em brasa caiu da lareira em um piso de madeira encerado. Frances e as três filhas, então com oito, sete e três anos cada, sucumbiram à inalação de fumaça. Warren, de cinco anos, foi resgatado pelo ordenança de Pershing & # 8217s, William J. Johnson. Também ficaram feridos, mas sobreviveram ao incêndio, os trabalhadores da casa e três hóspedes da Sra. Pershing, Sra. Annie Boswell e seus dois filhos, James de cinco anos e Philip de dois anos. Os Boswells haviam pulado do telhado sobre a varanda do primeiro andar. Annie Boswell era esposa de um ex-assessor da equipe da Pershing & # 8217s. O tenente Boswell não estava no Presidio, pois estava em outro hospital, se recuperando de uma cirurgia. O ordenado Johnson pegou as duas crianças Boswell enquanto elas saltavam. Diz-se que Pershing nunca se recuperou da perda de sua esposa e filhas. Ele nunca se casou novamente.

Após os funerais e enterros em Wyoming, Pershing voltou ao Texas. Em janeiro de 1916, Pancho Villa invadiu um trem mexicano capturando e matando dezoito mineiros americanos. Ironicamente, os Estados Unidos haviam pelo menos tacitamente apoiado Villa contra o ditador militar general Victoriano Huerta, que havia tomado o poder alguns anos antes. No mês de março seguinte, Villa cruzou a fronteira e invadiu a comunidade de Columbus, no Novo México. Entre uma e duas dúzias de civis americanos foram mortos junto com um número maior de tropas do Villa & # 8217s. As regras de combate do Exército dos Estados Unidos & # 8217 os proibiam de cruzar a fronteira mexicana, embora se acreditasse que alguns haviam seguido Villa na época. Isso precipitou o presidente Woodrow Wilson a ordenar ao Exército dos Estados Unidos que cruzasse a fronteira e perseguisse Villa com a permissão do governo mexicano. Cerca de 6.000 soldados liderados por Pershing sob o comando do general Frederick Funston procuraram Villa por cerca de um ano. Embora eles não tenham tido sucesso em capturar o bandido, exceto por um pequeno número de incursões no Texas, Villa, em grande parte, confinou suas atividades ao México a partir de então.

Depois de muitos meses sem resultados favoráveis, o presidente do México, Venustiano Carranza, acabou retirando sua permissão para permitir que as forças dos Estados Unidos perseguissem Villa. Além disso, com a Primeira Guerra Mundial já em andamento na Europa, acredita-se que o presidente Wilson não estava ansioso para continuar essas atividades potencialmente incendiárias no México, a expedição foi interrompida. Pancho Villa havia iludido o Exército dos Estados Unidos por anos, mas as atividades dos Estados Unidos pelo menos contribuíram para que Villa interrompesse seus ataques através da fronteira. Ele acabou cessando todas as hostilidades, foi perdoado por um presidente mexicano e viveu em seu rancho em Chihuahua, residindo lá até ser assassinado em 1923.

Pershing foi promovido a Major General por volta de 1917 e recebeu ordens de ser transferido para Washington, D. C. após a morte repentina do General Funston. Pershing servia sob o comando de Funston desde as Filipinas e até o general adoecer e morrer de ataque cardíaco em San Antonio.

Pershing foi nomeado pelo presidente Wilson para comandar a força que seria chamada de Forças Expedicionárias Americanas, concebida em resposta à entrada dos Estados Unidos na guerra na Europa. Pershing foi considerado um comandante altamente conceituado e capaz, também capaz de administrar a coalizão de forças aliadas contra o inimigo, pelo tempo relativamente curto em que os Estados Unidos estiveram diretamente envolvidos no conflito. Após o fim da guerra, Pershing foi promovido e confirmado pelo Senado como general em 1919. Foi-lhe oferecido o posto de cinco estrelas, mas recusou. Ele serviu como chefe do Estado-Maior do Exército de 1921 até 1924, quando se aposentou.

De muitas maneiras, sua vida militar e civil no pós-guerra prenunciou a vida e a carreira de Dwight Eisenhower. Pershing foi promovido a candidato republicano à presidência, mas o movimento perdeu força em favor do futuro presidente Warren G. Harding. Pershing nunca mais concorreu a um cargo público.

Pershing serviu como consultor informal do Exército na Segunda Guerra Mundial e viveu em Washington, D. C. até sua morte em 1948. Após sua morte, ele solicitou que ele tivesse a mesma lápide branca que seus homens haviam recebido. Ele foi enterrado no Cemitério Nacional de Arlington. Pershing recebeu a Cruz de Serviço Distinto, a Medalha de Serviço Distinto, a Estrela de Prata e muitos prêmios estrangeiros.


Estátua do General John J. Pershing

A história do General John J. Pershing e a estátua do Golden Gate Park em sua homenagem.

Estátua do General John J. Pershing

“Esta é a estátua de um homem digno e um presente de um digno São Franciscano. Que nos inspire, na paz e na guerra”. --Mayor James Rolph, na dedicação da estátua do General John J. Pershing no Golden Gate Park, 11 de novembro de 1922.

Estatísticas de estátua

Local: Golden Gate Park, Music Concourse

Artista: Haig Patigian (Armênia, 1876-1950)

Benfeitor: Dr. Morris Herzstein (Alemanha, d. 1927)

Dedicado: 11 de novembro de 1922 - Dia do Armistício

Inscrição: "Em homenagem ao General Pershing e aos exércitos vitoriosos dos Estados Unidos e seus co-beligerantes durante a Guerra Mundial 1914-1918. Apresentado pelo Dr. Morris Herzstein, 1922."

Introdução

A história por trás da estátua do General John J. Pershing localizada próximo ao Music Concourse atrás do Monumento Francis Scott Key no Golden Gate Park parece o início de um conto exagerado, do tipo que serpenteia, mas vale a pena esperar no final. Ele vai: um artista, um médico, um político e um jornalista entram em um bar & hellip

Tudo bem, talvez não ESSE tipo de história. No entanto, esta é uma estátua que lembra não apenas a primeira grande guerra mundial, mas também um amado militar com ligações trágicas a São Francisco. Foi encomendado por um cirurgião filantrópico, um imigrante da Alemanha aparentemente determinado a se provar patriota enquanto seu país de escolha lutava contra sua pátria, mas se tornou realidade graças à promoção incansável de um (recentemente) polêmico congressista. Ambos os homens, assim como o prolífico escultor da Bay Area responsável pela peça de bronze, também tinham ligações significativas com o M.H. de Young Memorial Museum nas proximidades. Então, o que pensávamos ser uma simples história sobre uma estátua acabou sendo um conto muito maior sobre como San Francisco sobreviveu e escolheu se lembrar da Primeira Guerra Mundial, é uma história que tem um significado além da figura memorializada em bronze.

General John J. Pershing

John J. Pershing, natural do Missouri, formou-se na Academia Militar dos Estados Unidos em West Point e partiu para um mundo de guerra. De uma forma ou de outra, ele esteve ligado à maioria dos conflitos importantes do final do século 19 - e início do século 20: as Guerras Sioux em 1891, as Guerras Hispano-americanas e Filipino-Americanas de 1898-1902, a Guerra Russo-Japonesa em 1905 a Guerra da Fronteira Mexicana de 1910-1919 Primeira Guerra Mundial de 1917-1919 e a Segunda Guerra Mundial, como um defensor declarado da ajuda militar ao Reino Unido já em 1940.

No início de 1914, ele assumiu o comando da 8ª Brigada no Presídio de São Francisco, onde sua esposa, Helen, e seus quatro filhos - Mary, Francis, Anne e a pequena Helen - se estabeleceram. Ele quase imediatamente foi implantado em Fort Bliss, Texas, na primavera de 1914, quando as tensões aumentaram entre os Estados Unidos e o México. Tragicamente, sua família estava finalizando os arranjos para se juntar a ele na fronteira quando um incêndio irrompeu na casa do Preshings 'Preshings nas primeiras horas da manhã de 27 de agosto de 1915, sua esposa e três filhas morreram por inalação de fumaça, mas seu filho sobreviveu. Sua irmã e seu filho se juntaram a ele no Texas quando ele embarcou na Expedição Punitiva Mexicana, na qual ele é mais conhecido por liderar a captura de Pancho Villa. O prestígio desta campanha colocou seu nome na linha de frente enquanto os Estados Unidos se preparavam para entrar na Primeira Guerra Mundial. Após a morte repentina do Major General Frederick Funston, superior de Pershing no México, que foi inicialmente convocado para liderar nossas tropas no exterior, ele foi selecionado como Comandante das Forças Expedicionárias Americanas (AEF).

[8ª Brigada do Exército dos EUA acampado em South San Francisco de 21 a 23 de março de '14 641a] Veja também wnp37.04184. Grande acampamento de tendas de filhotes e soldados para exercícios de campo. Montanha San Bruno atrás. Em março de 1914, o fotógrafo Beckett era cabo do 16º Regimento de Infantaria da 8ª Brigada, colocado no Presídio de São Francisco. O comandante da 8ª Brigada era o general de brigada John J. Pershing e o regimento iria para a fronteira mexicana no mês seguinte. (JB), março de 1914 - C. Tucker Beckett

Não vamos nos aprofundar na história militar aqui, mas a maneira como ele se conduziu e a AEF na Primeira Guerra Mundial lhe valeu aclamação internacional. Em comparação com outros oficiais de alta patente, havia uma humanidade nele e Pershing muitas vezes afetava pessoalmente aqueles que conhecia. A morte de sua jovem esposa e filhas tornou-o querido para muitos, e várias mulheres da Bay Area que serviram como operadoras de telefone no US Army Signal Corps na França durante a guerra, como Mildred Lewis, fizeram referência a seus olhos amáveis ​​e tristes. Essa capacidade de se conectar com as pessoas é diretamente responsável por sua estátua no Golden Gate Park.

Pershing se cruzou com o congressista Julius Kahn e seu médico pessoal, Dr. Morris Hertzstein, em Chaumont, enquanto a dupla estava em uma viagem oficial à França visitando "as cenas da guerra" logo após o Armistício e o encerramento do Congresso naquele ano. O congressista Kahn lembrou a impressão que Pershing deixou no Dr. Herzstein. "Aprendemos que coisa tremenda ele fez ao insistir que os soldados americanos enviados para lutar deviam lutar como um exército americano e ao obter seu fim, apesar das tentativas determinadas dos britânicos e franceses de fazer com que os americanos lutassem como unidades subordinadas de suas forças . "[i] Detalhes como este ainda não eram conhecidos pelos civis em casa devido à censura do tempo de guerra, e o Dr. Herzstein estava" profundamente impressionado com o que o General Pershing e outras forças sob seu comando haviam feito e feito sem a plena compreensão disso por nosso povo em casa. "[ii] Foi então que ele decidiu erguer um monumento a Pershing e sua AEF em San Francisco.

Haig Patigian

O Dr. Herzstein contratou um conhecido escultor local chamado Haig Patigian para começar a trabalhar em uma estátua que levaria anos para ser construída. O Dr. Herzstein foi paciente, e o escultor teve que equilibrar esse trabalho com complicações imprevistas e comissões adicionais. Filho de missionários, Patigian nasceu na Armênia em 1876 e veio para a Califórnia com sua família aos 15 anos, fixando residência em Fresno, onde trabalhou como viticultor e pintor de letreiros. Ele se mudou para São Francisco em 1899, matriculando-se no Mark Hopkins Institute e ganhando salários no departamento de arte da Boletim de São Francisco. A primeira década do século 20 foi marcada por dificuldades para Haig, pois a família Patigian perdeu quatro membros para o consumo e a cidade foi devastada pelo terremoto e fogo de 1906. Ele deixou São Francisco e mudou-se para Paris, onde seu trabalho foi muito bem recebido, retornando no final de 1907 para se casar com Blanche Hollister - filha do falecido Dwight Hollister, um rico pioneiro da Califórnia e ex-membro do Legislativo da Califórnia.

A dupla morava em uma casa em Russian Hill conhecida como "The Gables" e a carreira de Patigian ganhou força em seu estúdio na Van Ness Avenue. Ele se tornou um membro popular do Bohemian Club e ganhava a vida com sua arte, para a confusão de um escrivão que parou quando Patigian listou sua profissão como "escultor" ao se inscrever para as eleições primárias de 1910. (O escrivão perguntou se ele pretendia colocar "pedreiro" em vez disso, e Patigian o corrigiu indignado.) Ele esboçou e pintou, mas principalmente trabalhou em bronze e mármore, produzindo esculturas tradicionais, bem como adornos arquitetônicos. Ele foi contratado para projetar grandes spandrals e quatro estátuas heróicas montadas no exterior do Palácio da Maquinaria na Exposição Internacional do Panamá-Pacífico (PPIE) em 1915. Embora tenha sido demolido no encerramento da feira, seu trabalho arquitetônico ainda pode ser visto no frontão externo do antigo Metropolitan Life Insurance Building (agora um Ritz Carlton Hotel) em 600 Stockton.

Quando a Primeira Guerra Mundial chegou ao fim, uma pandemia mundial de gripe atingiu civis e soldados - espalhando as baixas da guerra para além dos campos de batalha. Seções inteiras de cemitérios locais mostram o impacto desse vírus no outono e inverno de 1918. No final de dezembro daquele ano, Patigian foi internado no Hospital St. Mary com sintomas de gripe em estado crítico e não se recuperaria até Fevereiro de 1919.

Vista sobre o Concurso de Música mostrando os dois jovens museus. Prédio à direita originalmente construído como o Prédio de Belas Artes para a Feira do Meio do Inverno de 1894, foi renomeado Museu Memorial em 1895 e acabou se tornando parte do Museu de Young. O pequeno edifício à esquerda era originalmente o Pavilhão Real da Baviera na Feira de 1894. Foi convertido em anexo ao Museu Memorial em 1895. Foram demolidos em 1929. As estruturas mais recentes do museu à esquerda datam de 1922 e 1919., 1923 -

A maior exposição de guerra do Ocidente

Enquanto isso, o congressista Kahn e o Dr. Herzstein estavam concentrados em lembrar a Grande Guerra além da mera construção de uma estátua. O Dr. Herzstein estava bem de vida desde que chegou à Califórnia vindo da Alemanha na década de 1890. Ele complementou sua renda como um cirurgião de sucesso com o dinheiro ganho com a aquisição e venda de propriedades em San Francisco. Ele viajou livremente por toda a Europa, onde também comprou obras de arte, antiguidades e outros artefatos decorativos. Ele era membro do comitê de doação do Museu Golden Gate Park do São Francisco Club (como o Museu de Young era então conhecido) e, como tal, era um doador ativo. Em 1916, ele doou uma figura em tamanho real de Cleópatra e uma escultura de Joana d'Arc do escultor italiano Rafaello Romanelli, bem como um bronze reproduzido por Chiurazzi de Nápoles a partir do original de Giovanni Balogna no Museu Bargello em Florença. Mas suas doações mostraram uma série de coletas, desde fragmentos de cerâmica de Chipre a um antigo manuscrito hebraico do Livro de Ester.

Em fevereiro de 1919, quando Patigian se recuperava da gripe, M.H. de Young anunciou planos para um novo edifício para substituir a estrutura original de 1894, que havia sido fortemente danificada no terremoto de 1906. O final do anúncio de Young foi marcado com a apresentação de uma "bela peça floral" do Dr. Herzstein com a inscrição, "De um dos muitos cidadãos agradecidos". [Iii] Louis Christian Mullgardt, conhecido por seu trabalho no Panamá- A Pacific International Exposition (PPIE) foi o designer principal do novo edifício e ele contratou o colega do PPIE, Haig Patigian, para projetar esculturas arquitetônicas para o tímpano. Conforme os planos para seu novo prédio progrediam, M.H. de Young também fez planos para expandir e atualizar as exposições dentro do museu. Isso incluiu uma coleção abrangente de troféus de guerra e souvenirs coletados pelo congressista Kahn e Dr. Herzstein durante a revisão de A.E.F. campos de batalha na França que foram doados conjuntamente ao Museu pelos dois homens.

Em junho de 1920, o Dr. Herzstein e de Young percorreram o Museu por boa parte de uma tarde de sábado, "organizando a exibição adequada do presente". [Iv] Antes que essas peças encontrassem um lar permanente no "Novo de Young, "as coleções de armas e armaduras foram retiradas da exibição no" Old de Young "para abrir espaço para as mais novas aquisições. Inúmeros engradados da França já haviam chegado e aguardavam para passar pela alfândega. Caixas cheias de armas, armaduras, armas de guerra de trincheiras, canhões, vagões de munição, aviões (muitos estacionados em frente ao museu por um tempo, capturando a curiosidade dos visitantes do parque). Entre outros artefatos, sua coleção também incluía "fantasias de papel usadas pelos alemães como padrão de outras roupas", mapas de guerra mostrando a Frente Ocidental e as defesas parisienses durante ataques aéreos e um folheto de propaganda alemão lançado de "aviões Boche" sobre as linhas americanas. [v] MH de Young contribuiu com suas próprias peças para a exposição, notadamente reproduções dos desenhos de creiom de Ferdinand Gueldry encomendados pelo governo francês para documentar as atrocidades da guerra.

Anunciada como "a exposição de guerra mais completa e detalhada da América Ocidental", foi uma grande atração para os veteranos e suas famílias e, a se acreditar nas notícias dos jornais, os veteranos ficaram tão comovidos que "esqueceram o tempo e o lugar e deram descrições dramáticas de batalhas nas quais eles participaram. "[vi]

Dedicação da estátua

Depois de trabalhar em segredo na comissão do Dr. Herzstein por dois anos, a estátua do general John J. Pershing de Haig Patigian foi anunciada ao público em agosto de 1922. San Francisco Chronicle descreve muito bem. Esculpida a partir de fotografias, a "mão direita do General Pershing pende facilmente ao lado do corpo e a esquerda está um pouco levantada até a altura do cinto, segurando com firmeza um punhado de papéis. A seus pés está um capacete alemão surrado, dando um toque de ação para a composição e equilíbrio da figura. " Seu rosto congelou com "a expressão característica de alerta e energia" e sua postura "cheia de equilíbrio e facilidade controlados. Diferente de muitas estátuas rígidas e inexpressivas de líderes militares, a estátua Pershing é marcada por um senso de vida e animação." [ vii] Na verdade, muitos conhecidos pessoais do General Pershing comentariam sobre a habilidade de Patigian em capturar seu amigo. Na inauguração, o colega de classe de West Point General E.B. Smith diria: "Esse rosto, essa figura, fale comigo. Esse é John Pershing." [Viii]

Em meados de outubro, a peça de bronze dourado de 2,5 metros estava colocada no topo de um pedestal de granito prateado da Califórnia (embora permanecesse coberto até a cerimônia de dedicação). Planos estavam em andamento para revelar a estátua no Dia do Armistício, 11 de novembro de 1922, durante uma comemoração em toda a cidade. Após a guerra, o General Pershing foi promovido a General dos Exércitos dos Estados Unidos - o posto mais alto possível no Exército dos EUA, um cargo criado especificamente para ele. Ele não apenas ainda estava vivo, ao contrário dos temas homenageados por outros monumentos no Golden Gate Park, mas muito procurado e havia especulação se ele faria ou não a jornada para se ver gravado na pedra. O congressista Kahn, o prefeito James Rolph e o general Charles G. Morton, comandante da 9ª Área do Corpo de exército, iniciaram uma campanha para convencer o general Pershing a comparecer à cerimônia. O congressista Khan assegurou à imprensa local que "toda pressão [seria] aplicada" para trazer o general Pershing a São Francisco, mas o San Francisco Chronicle foi apropriadamente pessimista, observando que "Pershing & hellipis tão modesto sobre aparecer com a estátua dele quanto o Dr. Herzstein tem sido sobre fazer a estátua ser montada." [ix]

Na manhã do dia 11 de novembro, tudo estava pronto. O comitê organizador pediu a São Franciscanos que decorassem suas casas e negócios com estrelas de ouro e outras bandeiras de serviço dos EUA e seus aliados. Um grande desfile militar com tropas dos Presidios de San Francisco e Monterey, marinheiros das Ilhas Yerba Buena e Goat e fuzileiros navais da Ilha de Mare marcharam até a estátua de Pershing. Eles foram escoltados por um esquadrão de aviões de Crissy Field e avaliados por militares de alto escalão e homens da marinha, oficiais da cidade e do Estado e outros dignitários no estádio do parque. Milhares estiveram presentes para assistir às festividades.

O general John J. Pershing, entretanto, não estava presente - preferindo, em vez disso, falar à Federação Cívica Nacional em Nova York naquele dia. Veteranos de três guerras cercaram a figura de bronze velada com um anel de bandeiras, e VIPs como Patigian, Dr. Herzstein, Prefeito Rolph e o Comissário do Parque William F. Humphry estavam na plataforma esperando para começar. “A multidão moveu-se para cima e ao redor deles como uma maré, pressionando e preenchendo o espaço aberto.” [X] Os trompetistas soaram um chamado à atenção e todos os presentes observaram um momento de silêncio às 11h00. Em seguida, o reverendo Joseph P. McQuaide, capelão da 62ª Artilharia e do 1 º Voluntários da Califórnia, pronunciou a invocação e o Juiz Federal W.W. Morrow falou, lendo mensagens do Presidente dos Estados Unidos e do Secretário de Guerra antes de apresentar o Dr. Morris Herzstein.

Em seu discurso, o Dr. Herzstein defendeu a preparação e falou de sua viagem à França com o congressista Khan. Especificamente, ele se lembrou de ter visto a bandeira americana hasteada em um campo de batalha, "desdobrando suas estrelas e listras, balançando na brisa da manhã, vigiando nossos meninos no Reno. Com a cabeça baixa, reconheci o grande poder desta Nação, orgulhoso de ser um filho adotivo deste país. " Ele continuou a expressar uma esperança para o futuro. "O melhor sangue de & hellipour aliados, misturado com o nosso, foi derramado no campo de batalha. Que isso cimente uma amizade perpétua e traga ao mundo paz eterna." [Xi] Ele terminou dizendo: "Para você General Pershing, pelos ilustres serviço prestado ao seu país e memória e como tributo a você, aos veteranos deste país e aos veteranos de nossos aliados esta estátua é dedicada ", e foi inaugurada. [xii] O pedestal de granito foi simplesmente inscrito:" Em homenagem a General Pershing e os exércitos vitoriosos dos Estados Unidos e seus co-beligerantes durante a Guerra Mundial 1914-1918. Apresentado pelo Dr. Morris Herzstein, 1922. "

O prefeito Rolph aceitou a estátua em nome da cidade de São Francisco, dizendo "Esta é uma estátua de um homem digno e um presente de um digno São Franciscano. Que ela nos inspire, na paz e na guerra", e Humphrey a aceitou em em nome da Comissão do Parque. [xiii] Houve discursos de de Young, que exaltou a grandeza do parque com uma espécie de elogio indireto. "Tenho certeza de que a maioria de vocês não aprecia nosso Golden Gate Park o suficiente e, na verdade, dificilmente é possível apreciá-lo antes de viajar pelo mundo e ver o que eles têm em outros lugares." [Xiv] Então o congressista Kahn took the stage and applauded Dr. Herzstein as "a citizen of the new mode" for supporting the park in life and not with a post-mortem bequest.[xv] He also urged preparedness in support of a bill he had just introduced in the legislature, and excused General Pershing's absence, which he believed was a reaction to the traumatic memory of losing his wife and daughters here in 1915. He then took credit for the subsequent use of stone building materials in the Presidio following that tragedy. It's as true yesterday as it is today, that politics are always in play.

Festivities continued into the evening at a large celebration hosted in the Civic Auditorium. The crowds dispersed and Pershing was left alone where he still stands today, his kindly eyes affixed on his creator's other contribution to Golden Gate Park - the brand new de Young building across the way.

The Final Act

Congressman Julius Kahn died on December 18, 1924 following a long illness. Dr. Morris Herzstein, his friend and physician for decades, cared for him in his final days and then served as an honorary pallbearer alongside notable San Franciscans, among them Sigmund Stern, Herbert Fleishhacker, James Phelan, and Daniel Koshland. Just after the funeral, Dr. Herzstein suffered a stroke and his paralysis was complicated by pneumonia in February 1925. Newspapers tracked his health daily for a week and he did survive, but was much diminished. In February 1926, the San Francisco Chronicle published a poem titled "A Fine Spirit is A Lasting Tonic":


11 things you probably didn’t know about John J. Pershing

John J. Pershing, whose military career included a stint with the University of Nebraska Military Department (1891-1895), was once the nation’s best-known military commander. After he led U.S. forces during World War I, he was honored as the highest-ranking general in the history of the U.S. Army until his death in 1948.

University of Nebraska-Lincoln journalism professor Barney McCoy, who recently created a documentary, “Black Jack Pershing: Love and War,” offers 11 facts about the famed general’s life.

Pershing’s hometown of Laclede, Missouri, was invaded by Confederate bushwhackers just before his 4th birthday. The guerillas were hunting for his father, who flew the Union flag above his general store.

Before entering the U.S. Military Academy at West Point in 1882, Pershing taught African-American students at Prairie Mound School in Missouri.

In 1885, Pershing was promoted to first lieutenant and became one of the first white officers to command African-American soldiers in the 10th Cavalry. His nickname originated from his command of the segregated regiment, but later came to signify his stern demeanor.

In 1898, Pershing led 10th Cavalry soldiers up San Juan Hill during the Spanish-American War. Pershing’s gallantry in the Battle of San Juan Hill caught the attention of Teddy Roosevelt, who also fought his way up San Juan Hill with his “Rough Riders” regiment. After Roosevelt became president, he promoted Pershing to brigadier general over 800 more senior officers.

For much of the early 1900’s, Pershing served in the Philippines. There he commanded U.S troops in several Moro Rebellion battles involving warring Moro (Muslim) tribes. Before Pershing returned to the United States in 1913, he was military governor of the southern Philippines’ Moro Province.

In 1915, Pershing’s wife, Frances, and three daughters perished in a fire at the Presidio in San Francisco. At the time, Pershing was patrolling the Mexican border against a rumored invasion by Mexican Revolutionary General Francisco “Pancho” Villa. Pershing’s son, Warren, was the fire’s only survivor. The boy subsequently was cared for by Pershing’s sisters who lived in Lincoln, thus continuing the general’s connection to Nebraska.

After World War I, Pershing was promoted to General of the Armies and became the only active-duty six-star general in U.S. history. George Washington also was a six-star general, but wasn’t given the promotion until the U.S. bicentennial in 1976.

In 1932, Pershing won the Pulitzer Prize for history for his two-volume book set, “My Experiences in the World War. In his acceptance speech, he recognized 1922 Pulitzer Prize winner Willa Cather – who was his mathematics student when he taught at Nebraska.

Pershing was a mentor to a generation of U.S. Army generals including George S. Patton, Dwight D. Eisenhower, George C. Marshall and Omar Bradley, who led the United States in World War II .

In 1946, at 85, Pershing secretly wed French-Romanian portrait artist Micheline Resco in his Walter Reed Hospital apartment. Resco was 35 years his junior. The couple met in Paris in 1917 when Pershing arrived to command troops and exchanged love letters over 30 years.

While at Nebraska, Pershing earned a law degree, taught mathematics and formed a crack drill team that later became the nationally known Pershing Rifles. He also taught fencing to future bestselling authors Willa Cather and Dorothy Canfield Fisher.


by Kevin Hymel To most Americans, San Juan Hill conjures up images of Teddy Roosevelt and his Rough Riders dashing up the hill to victory, but other soldiers also played an important role in driving the Spanish off the heights overlooking Santiago, Cuba. One such soldier was 1st Lieutenant John J. Pershing, the quartermaster of &hellip

Sobre a Fundação Histórica do Exército

A Fundação Histórica do Exército é a organização oficial de arrecadação de fundos designada para o Museu Nacional do Exército dos Estados Unidos. Fomos estabelecidos em 1983 como uma organização sem fins lucrativos 501 (c) (3) de caridade baseada em membros. Procuramos educar os futuros americanos para que apreciem plenamente os sacrifícios que gerações de soldados americanos fizeram para salvaguardar as liberdades desta nação. Nosso financiamento ajuda a adquirir e conservar arte e artefatos históricos do Exército, apoiar programas educacionais de história do Exército, pesquisa e publicação de materiais históricos sobre o Soldado Americano e fornecer suporte e aconselhamento a organizações privadas e governamentais comprometidas com os mesmos objetivos.


General of the Armies of the United States John Joseph Pershing

John Joseph Pershing was born near Laclede, Missouri, on 13 September 1860. He attended the State Normal School and then graduated from the United States Military Academy in 1886. He was commissioned a second lieutenant and served with the 6th Cavalry. From 1886 to 1890, he was assigned to duty in the Southwest and Northern Plains he fought in the Wounded Knee campaigns. From 1891 to 1895, he taught military science at the University of Nebraska. He studied law while he was there and received his degree in 1893. Pershing was made a first lieutenant and assigned to the 10th Cavalry. Before the Spanish-American War, he taught tactics at West Point.

During the Spanish-American War, Pershing fought with the 10th Cavalry in Cuba. He participated in the San Juan Hill operations. Promoted to major of volunteers, Pershing was assigned to Army headquarters and the Office of the Assistant Secretary of War from 1898 to 1899. Pershing reverted to captain in 1901 and served with the 1st and then the 10th Cavalry. Pershing then served in the Philippines as a departmental adjutant general and engineer officer. From 1903 to 1904, he served with War Department General Staff, before attending the Army War College. In 1905, he married Frances Warren, and then was a military observer of the Russo-Japanese War.

President Theodore Roosevelt promoted Pershing to brigadier general over 862 senior-ranking officers in 1906. He successively commanded the Department of California and Fort McKinley. Later, he was assigned to the Office of the Chief of Staff and then served as governor of Moro Province. He commanded the 8th Infantry Brigade at the Presidio of San Francisco from 1914 to 1916. In 1915, his wife and three daughters were killed in a fire. In 1916, he led the Punitive Expedition into Mexico and was promoted to major general. In October, 1917, he was made a full general.

General Pershing led the American Expeditionary Forces during World War I. He was made General of the Armies of the United States in 1919. After the war, he prepared a report of the war and made extensive military inspections. From 1 July 1921 to 13 September 1924, he served as the Army Chief of Staff. He established the War Plans Board, urged national preparedness, supported officer schooling, and sought a well-regulated militia. Pershing retired from active duty in 1924. From 1923 to 1948, he was the chairman of the American Battle Monuments Commission. He died in Washington, D.C., on 15 July 1948.

Sobre a Fundação Histórica do Exército

A Fundação Histórica do Exército é a organização oficial de arrecadação de fundos designada para o Museu Nacional do Exército dos Estados Unidos. Fomos estabelecidos em 1983 como uma organização sem fins lucrativos 501 (c) (3) de caridade baseada em membros. Procuramos educar os futuros americanos para que apreciem plenamente os sacrifícios que gerações de soldados americanos fizeram para salvaguardar as liberdades desta nação. Nosso financiamento ajuda a adquirir e conservar arte e artefatos históricos do Exército, apoiar programas educacionais de história do Exército, pesquisa e publicação de materiais históricos sobre o Soldado Americano e fornecer suporte e aconselhamento a organizações privadas e governamentais comprometidas com os mesmos objetivos.


John Pershing - Success and Tragedy

John and Frances Pershing pose with Helen, Ann, Warren, and the family cat

The foremost military líder of his time, General John "Black Jack" Pershing (1860-1948) served in the Indian Wars, the Spanish-American War, the Philippines, the Mexican Intervention and World War I.

During his next assignment in Washington, Captain Pershing met Helen Frances Warren, a recent graduate of Wellesley College and daughter of United States Senator Francis E. Warren of Wyoming.

Though twenty years her senior, Pershing charmed Miss Warren. In describing a social gathering, she wrote, "Danced every dance but one, and have lost my heart to Captain Pershing irretrievably."

The courtship lasted a year, sustained by traditional wooing and love letters. The two were married in a wedding attended by President Theodore Roosevelt just days before Pershing shipped out to Tokyo, Japan, where he served as a military attaché and observer of the Russo-Japanese War.

Captain Pershing's brilliance continued to be recognized. In 1906, he was promoted to Brigadier General, skipping over 862 senior officers.

After Japan, Brigadier General Pershing was sent back to the Philippines to command Fort McKinley. During this time, Pershing once again worked with the Moros in their development of a constitution and organization of a local government. In 1913, Pershing successfully led troops to overtake outlaw Moros in the Mount Bagsak campaign, for which he was awarded the Distinguished Service Medal.

On January 13, 1914, General Pershing took command of the 8th Infantry Brigade at the Presidio of San Francisco. It wasn't long, however, before tensions along the Mexican border forced the 8th Infantry to be transferred to Fort Bliss, Texas.

While her husband was away, Mrs. Pershing and the four children remained at the family's two-story Victorian house at the Presidio. Tragedy struck on Friday, August 27, 1915, when hot coals spilled from the hearth of the Pershing home and onto the highly waxed floor. The house was quickly consumed by flames Frances and her three daughters—aged eight, seven, and three—perished in the blaze. Only five year-old Warren survived after being rescued by Pershing's long-time black orderly. Visiting the site, Pershing could only comment, "They had no chance."

The Pershing house at the Presido after the deadly 1915 fire. Pershing's son Warren was the only child to survive the blaze he was rescued through the window indicated by the arrow.

National Park Service, GGNRA

After the funeral, General Pershing returned to Texas. Filled with grief, he turned all of his attention to his work.

Around this time, the Mexican bandit Francisco “Pancho” Villa was leading raids along the border. In March 1916, Villa led a cavalry raid on Columbus, New Mexico, that left soldiers and civilians dead. In response, President Woodrow Wilson ordered the Army to pursue Villa in Mexico. General Pershing organized 10,000 men for the expedition—including his old 10th Cavalry Buffalo Soldiers.

Pershing led several expeditions deep into Mexico. Though Villa was never caught, talks with Mexican President Venustiano Carranza resulted in an agreement to deter outlaws like Villa from entering the United States.


Nossa história

General John J. Pershing Lodge No. 62 was consecrated in October 1959 at the headquarters of NATO Fontainebleau (France), with an intitial membership of American, Canadian, English, Welsh and German military personnel, by the Grande Loge Nationale Francaise (GLNF).

In 1967 De Gaulle expelled NATO from it’s headquarters – French foreign politics being centered around national indepe ndance – and half of the members of the General John J. Pershing Lodge were transferred to the new AFCENT HQ in Brunssum (Netherlands).

On the September 30 1967 the new (second) General John J. Pershing Lodge was consecrated, still on the register of the GLNF. Receiving now No. 166.

In 2012 the GLNF became irregular, and the lodge transferred from the Grande Loge Nationale Francaise to the Grand East of the Netherlands, in whos jurisdiction the lodge had been meeting for so many years. Since it’s last ‘renaissance’ (third occurence) the lodge is now known as General John J. Pershing Lodge No. 307, maintaining the lodges truly unique multinational military traditions, rich history and heritage.

The lodge works the exceptionally beautiful Nova Scotia ritual in the English language.


History Nebraska Headquarters

Horas
Monday – Friday: 8 am – 5 pm

Número de telefone
Currently Being Updated

Endereço
1500 "R" Street
Lincoln, Nebraska 68508-1651
view map

Reference Room

Horas
Friday 9 am – 4 pm

Número de telefone
(402) 471-4751

Endereço
1500 "R" Street
Lincoln, Nebraska 68508-1651
view map

Chimney Rock

Horas
Daily: 9 am - 4 pm

Número de telefone
(308) 586-2581

Endereço
PO Box F
Bayard, NE 69334
view map

Fort Robinson

Horas
Monday - Saturday: 9 am - 4 pm

Número de telefone
(308) 665-2919

Endereço
3200 West Highway 20
Crawford, NE 69339
view map

Nebraska History Museum

Horas
Tuesday - Friday: 10 am - 4 pm
Saturday: 10 am - 2 pm

Número de telefone
(402) 471-4782

Endereço
131 Centennial Mall North
Lincoln, Nebraska 68508
view map

John G. Neihardt

Horas
Tuesday - Saturday: 10 am - 4 pm

Número de telefone
(402) 648-3388

Endereço
306 E Elm St
Bancroft, NE 68004
view map

Neligh Mill

Horas
Tuesday - Saturday: 10 am - 4 pm

Número de telefone
(402) 887-4303

Endereço
N Street at Wylie Dr
Neligh, NE 68756
view map

Senator George Norris

Horas
By Appointment Only

Número de telefone
(308) 345-8484

Endereço
706 Norris Ave
McCook, NE 69001
view map

Thomas P. Kennard

Horas
By Appointment Only

Número de telefone
(402) 471-4764

Endereço
1627 H Street
Lincoln, NE
view map


John Pershing - The Early Years

General John "Black Jack" Pershing

The foremost military leader of his time, John J. "Black Jack" Pershing (1860-1948) served the United States in the Indian Wars, the Spanish-American War, the Philippines, the Mexican Intervention, and the First World War. Pershing's leadership, organizational skills, and dedication to his missions, his men, and his country led to exceptional success in a wide variety of conflicts.

Pershing was born *September 13, 1860, in Laclede, Missouri, where his pro-Union father managed a general store.

The family survived the Civil War but was financially ruined in the depression of 1873. Young John worked on the family farm and, at age seventeen, began teaching at the local African American school.

He enrolled in the State Normal School in Kirksville, Missouri in 1879 and received his degree in Scientific Didactics.

Pershing initially wanted to be a lawyer, but he passed the United States Military Academy's comptetive admission exam. Though Pershing had never considered military life prior to his admission, he was attracted by the prospect of getting a first-rate education. Pershing entered West Point in 1882. Though Cadet Pershing's grades were average, his age and experience made him a natural leader.

Following his graduation in 1886, Pershing was assigned to the Sixth Cavalry Regiment on the Great Plains, where he fought in a series of Indian campaigns in New Mexico, Nebraska, and South Dakota and quickly gained recognition as a tough, competent officer.

In 1891, Lieutenant Pershing accepted a position at the University of Nebraska as Professor of Military Science and Tactics. Over the course of four years, he revitalized the once-deficient military department.

Pershing’s next assignment was in Montana, where he led the Buffalo Soldiers of the Tenth Cavalry. Around this time, Pershing acquired the nickname "Black Jack”.

Pershing was back teaching at West Point in when the Spanish-American War erupted in 1898. Lieutenant Pershing returned to the 10th Cavalry. The unit was sent to Cuba, where Pershing led his troops in the assault on San Juan Hill. Though the troopers of the 10th took heavy casualties, they served with distinction alongside Lieutenant Colonel Theodore Roosevelt's "Rough Riders". Pershing received the Silver Star for heroism under fire.

Following the war, Pershing returned to Washington as Chief of Customs and Insular Affairs for Cuba and Puerto Rico.

He was then transferred to the Philippines and assigned to the Eighth Corps and later the Fifteenth Cavalry, where he worked to pacify uprisings of the indigenous Muslims, the Moros. During this time, Pershing studied Moro dialects and culture, read the Koran, and formed close relationships with Moro chieftains. His success with the Moros led to permanent promotion to captain in 1901.

Pershing directed the campaign at Lake Lanao in which he led troops through the jungle to an isolated location to disarm the Maciu Moros. For this success Pershing was hailed as an American hero upon his return to the States in 1903. President Roosevelt mentioned Pershing by name in an address to Congress advocating promotion of military officers by merit.

*Note: Some authors contend that Pershing was actually born on January 13, 1860 and that he changed his birthdate to September 13 in order to meet the 22 year-old cutoff age to qualify for entry into West Point Academy.


Last Years

In 1919 Pershing returned to a hero's welcome and to the rank of general of the armies, the highest title ever accorded except to George Washington. In 1921 he became chief of staff and presided over important reforms in the War Department. He left active service in 1924 but continued to perform important duties, first as chairman of the commission to South America to administer the Tacna-Arica plebiscite (1925) and then as chairman of the American Battle Monuments Commission that cared for military cemeteries in France. In 1931 he published a two-volume work entitled My Experiences in the World War, which earned a Pulitzer Prize (1932). He died in Washington, D.C., on July 15, 1948, one of the most honored soldiers in American history.



Comentários:

  1. Bebeodan

    Apenas pense nisso!

  2. Alcinous

    Notavelmente, esta é a resposta valiosa

  3. Onur

    Você não está certo. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  4. Kazram

    Esta mensagem é incomparável,))), é interessante para mim :)

  5. Prescott

    Não posso participar agora da discussão - não há tempo livre. Mas vou voltar - vou necessariamente escrever que penso nessa pergunta.

  6. Waleis

    Eu sou louco por eles!

  7. Farnly

    Sinto muito, mas, em minha opinião, você está enganado. Eu posso provar. Escreva para mim em PM, vamos nos comunicar.



Escreve uma mensagem